banner-viagem-solitária copiar.png
textured-hard-cover-book-mockup-standing-on-a-transparent-surface-a15460 (4).png

Viagem solitária

A trajetória pioneira de um transexual em busca de reconhecimento e liberdade

​​

Autor: João W. Nery

Gênero: Biografia​

Temas: Projetos de vida; Inquietações da juventude; A vulnerabilidade dos jovens; Bullying e respeito à diferença; Protagonismo juvenil; Cidadania; Diálogos com a sociologia e com a antropologia​

Código: 0127L21611

Sobre o livro

​​

Professoras e professores, todas as vezes que nós, da equipe da editora, conversamos sobre a autobiografia de João Nery voltamos a comentar e a reafirmar a convicção de que o autor foi muito feliz na escolha do título do livro, Viagem solitária, pois esta é a certeza que todos nós temos na vida: todos e cada um de nós faz a sua viagem na vida sozinho. É como diz o ditado popular: “todo mundo nasce só, todo mundo morre só”.

Claro que tamanha solidão refere-se ao caminho que fazemos na vida com a nossa consciência. É a tal da conversa particular e permanente que temos conosco. No diálogo silencioso nas nossas cabeças atravessamos a vida querendo saber quem somos, como os outros acham que somos, na perspectiva permanente e necessária de nos conhecermos e aceitarmos, e de sermos reconhecidos e aceitos. Não é assim?

Acreditamos que esse é mesmo o grande desafio da vida: fazermos o caminho de autoconhecimento e afirmação em equilíbrio com o outro, com o olhar do outro e as muitas expectativas, imposições, tendências, modismos e muitos etcs da sociedade.

Nossa, como é difícil sabermos se, realmente, nos conhecemos. Sabemos o que somos ou nos vemos como os outros nos veem?

Todas essas questões ganham ainda mais importância e, às vezes, cores dramáticas, exatamente no período da vida em que estamos cursando o Ensino Médio. E, como se não bastasse, essa busca da aprovação do olhar do outro nessa época da vida encontra espelhos, reflexos, tão perdidos e em processo de autoafirmação como cada um que se procura. As nossas salas de aula são formadas por indivíduos em formação e em busca de si que, nesse processo, buscam o reconhecimento e a aprovação no indivíduo ao lado que, por sua vez, está fazendo o mesmo percurso. Ai, ai! O tal do processo de amadurecimento não é nada fácil, não?!

E todo educador sabe que nesse período da vida vamos nos deparar com um elemento fundamental, e que parece que nunca mais nos abandona, nesse processo de busca de si, de autoafirmação, de reconhecimento, de autoestima e de aprovação: o nosso corpo.

A explosão de transformações e descobertas vividas junto com o nosso corpo nessa fase de nossas vidas não nos abandonará mais, pois é nesse momento que o apogeu e o amadurecimento da nossa forma física recebe a nossa primeira atenção, e a ação do tempo se torna presente e consciente: os nossos corpos amadurecem para a sexualidade, para a reprodução, amadurecemos emocionalmente projetando a nossa vida compartilhada com o outro, vivemos a expectativa do nosso futuro.

E todo educador também sabe que não somos só o corpo, não? Existimos por ele, mas somos para além dele. 

Vamos propor um exercício de reflexão aqui: vocês não acham que se perguntássemos numa sala de aula do Ensino Médio, a cada aluno, se somos definidos pelo nosso corpo ou a nossa aparência, ou se somos, na verdade, o que pensamos e como nos sentimos “por dentro”, não teríamos uma resposta vencedora, com algumas dessas variações? “Sou, na verdade, o que penso e sinto por dentro”. Às vezes não conseguimos nos expressar nem demonstrar, por fora e para fora (para os outros), o que realmente somos, o que pensamos e sentimos por dentro. Nos apresentamos ao mundo pela nossa aparência, às vezes as pessoas nos julgam pelo que elas veem, pelo nosso exterior, e nem sabemos ao certo o que elas estão vendo, porque são os olhos das pessoas e da sociedade que nos veem assim.”

Enfim, João Nery nasceu Joana e fez o percurso para assumir a sua identidade de transexual.

Sim, esse também é um tema urgente em nossa sociedade e ele está na escola por, pelo menos, dois motivos. Porque a escola recebe, de forma generosa e democrática a todos, com a sua biografia, com as suas angústias, as suas dores e maravilhas. E porque o tema está em debate na sociedade, e a escola está integrada e é parte fundamental do projeto de formação e do futuro da sociedade: o que ela é e o que ela irá ser.

Professoras e professores, acreditem, essa não é uma obra panfletária e que propõe bandeiras e palavras de ordem. Ao contrário: João irá falar da sua viagem solitária de autoconhecimento e aceitação. A sua biografia será um belo diálogo com os jovens, pois João se deparou com as suas dúvidas muito jovem, nos revelando que a única pergunta ruim, quando se trata de entendermos a nossa viagem solitária pelo mundo é aquela pergunta que não é feita. As dúvidas existem, não falar sobre elas não as farão desaparecer. 

Temáticas abordadas neste livro

​​

  • Autoconhecimento

  • Superação e aceitação

  • Direito à diferença

  • Biografias e personalidades transformadoras

  • Padrões sociais e liberdades individuais

  • Buillying e empoderamento

  • Cidadania 

 
site-banner copiar.png

AOS EDUCADORES

Gostaríamos de parabenizar e agradecer a todos pela tarefa magna e fundamental que vocês desempenham, nesse nosso país, com enorme dedicação, formando cidadãos brasileiros conscientes, pensantes e atuantes na construção de uma sociedade mais justa, igualitária, democrática e próspera.